domingo, 25 de janeiro de 2009


Hoje vi um cara caminhando pela Gávea, de bermuda, i-pod e havaiana. Seu cachorro vira-lata de coleira, vinha logo atrás. Foi um momento muito carioca: que charme. Quando me pediram para escrever para a campanha Adote um Vira-lata, confesso que fiquei com o pé atrás. Primeiro argumentei que ia acabar me repetindo, e reescrevendo coisas. O que não é raro, aliás. Segundo: tenho medo de incentivar uma moda, visto que o homem do ano, Barack Obama, disse gostar e se identificar com eles. Existem coisas que não podem entrar na moda nunca, porque moda tem prazo de validade.

Ninguém pode adotar um cachorro/gato, porque tal raça é in. Não me façam citar o que eu disse no outro dia, pela milésima vez, por ser meu exemplo predileto. Americanos-compraram-dálmatas-filhotes-por-causa-do-filme-do-Walt-Disney. Depois eles cresceram e foram abandonados. Cachorro/gato não é casaco, que a gente passa adiante quando enjôa. Uma coisa que eu desprezo, é quem compra cão de raça para mostrar status. Estas pessoas não gostam de cães, mas do que eles podem representar. É como uma bolsa Hermés.


Então, em vez de dar uma uma força para as pessoas adotarem um vira-lata, prefiro dizer: não compre um cachorro/gato, ADOTE. Esta sim é a grande questão. Porque são muitos são abandonados. Não vou falar dos sofrimentos porque é triste demais. O que eu posso dizer é que o poder de recuperação de um animal está diretamente ligado a dose de amor que ele recebe.

Vou dar uma rebobinada:
quando vejo um animalzinho depauperado, penso: antes morresse, assim parava de sofrer. Foi minha amiga Márcia Aguiar quem mostrou que meu raciocínio estava errado. Trabalhando aqui na Vira-lata pude constatar duas coisas: que a crueldade humana não tem limite, e que onde existe vida há esperança.

O processo de salvação de um animal é incrível, e as correntes de emails são peças fundamentais. Vou dizer como: uma protetora escreve para todas dizendo que um animalzinho foi encontrado em tal lugar (na maior parte das vezes atropelado, ou muito machucado por humanos). Daí outra pergunta quem pode pagar o Táxi Dog. Uma terceira consegue resgatá-lo e avisa que ele já está na clínica tal. Então todas se juntam para pagar as despesas. Elas tratam de colocá-lo novo em folha, castrado, vermifugado e vacinado, pronto para adoção. Vocês não sabem. São heroínas.

Na semana passada um gatinho foi encontrado desmaiado na Praça da República, em São Paulo. Foi resgatado etc. As esperanças eram mínimas. Playboys da pracinha onde ela morava davam crack pra ela. O veterinário disse: crack. Hoje recebo um email avisando que ele já está bom, mas precisa de um adotante, mesmo que provisório. As protetoras têm muitos cachorros ou gatos ciumentos) em casa e, por isso, é preciso conseguir um dono ainda que temporário. O passo-a-passo é assim.

Infelizmente, só posso dizer o óbvio: Não se compra um amigo. Sim, porque se existe uma certeza no mundo esta certeza é: ele vai ser teu amigo. Sempre. Quando você estiver triste, ele vai ficar com você. Quando minha mãe ficou doente, nossa cachorrinha Amora, ficou deitada ao seu lado, sem comer. Se recusava a sair dali. Morreu um mês antes da minha mãe. O veterinário não soube diagnosticar a causa.

Lembrei agora se uma história que nunca contei: uma amiga morava num sítio, lugar lindo. Ela bebia muito. Tinha dois Dobermans. Quando chegava em casa caindo pelas tabelas, um deles se colocava em frente a porta do quarto, e dali não saía. Parecia um guardinha britânico. Não deixava ninguém incomodá-la. Eles são assim, entendem perfeitamente o que você precisa.

Teu melhor amigo não pode ser comprado. Pra não fazer um texto muito grande e repetitivo, vou dizer uma coisa que considero extremamente importante: a adoção de cachorros adultos. Um filhote de raça é adotado em 5 minutos. Um filhote de vira-lata não tem a mesma sorte. Pode demorar dias, meses. Pode não ser adotado. Mas as chances diminuem demais quando eles são adultos. É uma idéia distorcida da adoção. É como ir a um orfanato e escolher um bebê louro de olhos azuis. Os animaizinhos adultos tem seu charme. Eu acho a idéia muito fascinante.

Escolha um que esteja precisando de você. Você vai ter a oportunidade de fazê-lo ter uma nova vida, e vice-versa. Pode crer.

Bom, vou fechar citando a Márcia outra vez. Já citei sua frase à exaustão. A frase é:
"Proteção animal é enxugar gelo". Ao repeti-la, no outro dia, uma amiga corrigiu: Marina, a vida é enxugar gelo.

É verdade.

Sidney Rezende - Jornalista

segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

Cão salva gatinhos de incêndio na Austrália


Leo, um corajoso terrier, salvou os filhotes da gata Sabrina de um incêndio, na cidade de Melbourne, na Austrália. O caso ocorreu no final do mês de outubro/2008. Duas crianças e um adolescente que estavam na residência pediram aos bombeiros que salvassem seus animais de estimação.

Como informa o jornal Herald Sun, os bombeiros entraram na casa quando ela já estava sendo consumida pelo fogo e seu interior estava repleto de fumaça, os bombeiros só localizaram os animais pelos latidos de Leo, que estava quase desacordado, ao lado dos filhotes de gatinho.

Após a retirada de todos os animais, Leo, que tem 11 meses, teve de ser reanimado. O cão deverá ganhar uma medalha do Corpo de Bombeiros.

quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

SARNA DE OUVIDO......


É muito comum gatos apresentarem sarna nos ouvidos. Muitos proprietários notam que seus animais estão se coçando mais do que o normal na região da cabeça, mas associam esse fato à infestação por pulgas.
O proprietário, ao limpar os ouvidos de seu animal, vai notar a presença de uma grande quantidade de cêra nos ouvidos, de cor castanho bem escuro, quase preta. O cerúmen em excesso é causado por uma reação do conduto auditivo em decorrência da presença de inúmeros ácaros (sarna).
A coceira é um sinal característico da sarna. O animal coça muito as orelhas e pode chacoalhar a cabeça insistentemente. Esse tipo de sarna fica restrito ao conduto auditivo, não aparecendo lesões no resto do corpo do animal. As pessoas que convivem com ele não correm risco de se infestarem. A sarna otodécica é exclusiva dos animais.
O excesso de cêra nos ouvidos e o traumatismo causado pelo ato de se coçar violentamente com as patas traseiras, fazem com que o gato desenvolva inflamação nos ouvidos (otite), o que causa dor e agrava o desconforto.
A sarna otodécica é contagiosa entre os animais. Quando há mais de um gato na casa, mesmo que apenas um apresente os sinais clínicos, todos devem ser tratados. O tratamento consiste em aplicar medicamentos parasiticidas no conduto do animal, diariamente, por um período de tempo prolongado, a critério do veterinário. O ácaro, embora não cause lesões fora do conduto auditivo, pode estar presente na pelagem do animal. Assim, além do tratamento nos ouvidos, banhos parasiticidas são aconselhados, além da desinfecção de mantas e caminhas onde o animal costuma se deitar.
Mesmo após a cura, notada através da interrupção da coceira e desaparecimento da cêra, o animal pode se reinfestar se estiver em contato com outros animais ou ambiente contaminados.
O ouvido sadio não apresenta cerúmen (cêra), odor desagradável ou coceira. Em qualquer um desses casos, leve seu amigão ao veterinário.

GATINHO PIANISTA!!!!!!!!!!

domingo, 11 de janeiro de 2009

GATINHA RESGATADA E ADOTADA!!! SÃO PAULO/SP


Agradeço a todos pela força, ajuda, divulgação e carinho que sempre tem com todos os animais e em especial que tiveram com essa gatinha....
Obrigada Silvia e Bia por terem esse coração que não cabe no peito que de tão grande!!!!
Olhem a carinha e o olhar de felicidade que a gatinha está em sua nova casa....
Valéria (Proteção Animal)

GATINHA DERCY - ADOÇÃO MUITO ESPECIAL EM SÃO PAULO/SP



Esta pequena gatinnha de apenas 02 meses tinha uma familia. Acontece que seu irmãozinho de faz au-au, não gostou muito dela e deu-lhe uma tremenda surra, onde veio a fraturar sua frágil coluninha. Sua "mãe" humana, não teve dúvidas e a levou para sacrificar, pois daria muito travalho para cuidar........
Ao chegar ao consultório da Dra. Nícia (Guarulhos/SP), a pequena Dercy, apesar de tudo, brincava com seus olhinhos pedindo para viver, e isto fez com que ela não tivesse a coragem de atender ao pedido de sua dona... A Pequena Dercy não andará mais com as 4 patinhas, mas se vira muito bem e não para quieta um só segundo. Brinca com tudo e corre de um lado para outro. Quem quizer esta princesinha, ela esta para adoção e terá uma oportunidade de ser feliz!!!!!
Contato para adoção com Marlei (11) 9687.6229 ou no e-mail: marleibarros@ig.com.br ou com a Dra. Nícia no fone (11) 2440.8085

GATINHA ADOTADA EM 03/03/2009

sábado, 10 de janeiro de 2009

quinta-feira, 8 de janeiro de 2009

Odeio concorrência!!!

Foto bacana do dia!

segunda-feira, 5 de janeiro de 2009

Foto do dia

Um minuto seu pode salvar milhares de vidas. DOE!

Não pus fotos ou vídeo porque são chocantes demais... Mas não custa ir direto na págin da petição contra os animais que são esfolados VIVOS nas fazendas chinesas de peles. Com muitas assinaturas isso pode acabar... Um ÚNICO MINUTO seu e vai estar ajudando DEMAIS a esses que ainda vão sofrer esta barbárie causada pelo "ser humano"...

Asine aqui: http://www.peta.org/feat/ChineseFurFarms/index.asp

Basta clicar na caixinha na esquerda que diz : SIGN THE PLEDGE TO GO FUR-FREE. Lá terá uma página com espaço para Nome, sobrenome, seu e-mail e OK. Estará assinado... E você será redirecionado a outra página que poderá recomendar para seus amigos.

Não deixem de assinar: é barbaro demais, cruel demais, sofrimento demais... Um minuto seu pode salvar vidas...

domingo, 4 de janeiro de 2009

Foto do domingão

quinta-feira, 1 de janeiro de 2009

Olha o 2009 aí, geeeeennnte!